Edifícios giratórios - o primeiro é brasileiro!

Assista o vídeo abaixo:
Conforme minhas pesquisas o primeiro edifício com apartamentos giratórios do mundo é brasileiro.
O prédio localizado em Curitiba, capital do Estado do Paraná, na região sul do Brasil, foi inaugurado em 16 de dezembro de 2004 e a construtora responsável é o Grupo Moro.

O prédio chamado Suite Vollard, com 11 apartamentos fica localizado no bairro Ecoville um dos mais luxuosos da capital paranaense.
Os apartamentos ocupam todo o andar , tem forma circular e 287 metros quadrados de área. A movimentação de 360 graus é independente para cada apartamento/andar.
São apartamentos inteligentes equipados com sistema de comando de voz para controle de temperatura, iluminação e a própria movimentação da unidade que pode ser para esquerda ou para a direita.
A movimentação dos apartamentos é feita por motor ligado a estrutura metálica que fica entre os andares. O consumo de energia, conforme minha pesquisa, é equivalente ao de uma banheira de hidromassagem.
Mais prédios giratórios!

Em 2010 será entregue em Dubai nos Emirados Árabes a  primeira  mega-torre( 80 andares), em movimento do mundo.  O empreendimento foi batizado de Dynamic Tower. O movimento giratório de cada andar ocorre de forma independente e será controlado por sistema de comando por voz. O prédio terá   420 m de altura, assim distribuidos: os primeiros 20 andares serão escritórios; entre o 21° e 35° pavimentos haverá um hotel ;os andares acima  serão destinados à residências com áreas médias de 124 m²;os dez últimos pavimentos, nomeados de Villas, terão 1.200 m² cada, com a vaga do estacionamento dentro do apartamento.O investimento é de cerca de US$ 700 milhões.


O segundo Dynamic Tower está planejado para Moscou .  A torre em Moscou será menor que a de Dubai, terá 70 andares e 400 m de altura. A área de 110 mil m² receberá escritórios, apartamentos e penthouses. Neste edifício serão investidos mais de US$ 400 milhões.
O Dynamic Tower será montado com peças pré-moldadas, que serão fabricadas na Itália e enviadas aos seus destinos. Essas peças chegarão ao canteiro de obras com acabamento e também com sistemas elétricos e hidráulicos. Os segmentos dos pavimentos serão içados até a posição. O arquiteto italiano estima uma economia de 20%. “Cada andar do edifício pode ser concluído em apenas seis dias”, afirma o arquiteto David Fisher.

A sustentabilidade também é um diferencial no projeto, que embute turbinas eólicas para gerar energia entre cada andar giratório. “O edifício é ecológico e o primeiro projetado para gerar a sua própria eletricidade, bem como para outros edifícios nas mediações”, explica Fisher que pretende executar uma terceira torre em Nova York. Assista vídeo abaixo.
Fotos, vídeos e informações provenientes de diversas fontes( you tube, blogs, sites de agências de notícias, etc.)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, vamos compartilhar ideias? Deixe seu comentário. Adoro falar com você!