Ponte escultural na Eslovênia

Um dia desses, sob o marcador Arquiteto online, respondi para o Anderson,lá de Natal e futuro vestibulando, sobre : profissão Arquiteto CLIQUE AQUI para visualizar.
Anderson, hoje mostro mais um pouco das atividades de um escritório de arquitetura , desta vez lá na Eslovênia.

Retomo o assunto apartir da newsletter que recebi da Casa e Jardim Online da Editora Globo.Veja a reportagem a seguir.

"Trecho do rio Drava que cruza a cidade de Maribor, na Eslovênia, pode ganhar ponte com formato ondulado.
Lindas pontes são atrações turísticas em várias cidades do mundo. Em poucos anos, Maribor, a segunda maior cidade da Eslovênia, também vai ganhar a sua. Entre os escritórios de arquitetura que concorrem à obra, o canadense Ja Studio se destaca, com o projeto da Lent-Tabor Bridge. Caso seja escolhida, a intenção é que a futura construção, cheia de curvas e ondulações, brinque com o movimento da água e das pessoas. A parte debaixo será revestida com um material metálico de tom avermelhado e a de cima terá o branco como cor prevalecente. Com 150 metros de extensão, a ponte será destinada a pedestres e ciclistas. Ainda não há previsão para o início das obras."
Abaixo mais informações. Imagens: Ja Studio - Texto: tadução livre de arquiteturadoimovel.
Ja Studio CLIQUE AQUI para acessar o site oficial.
A cidade de Maribor, a segunda maior da Eslovénia prepara-se para se tornar a Capital Européia da Cultura em 2012. Como parte dos projetos para revitalizar uma ponte histórica demolida sobre o rio Drava, a cidade promoveu um concurso para projetar uma nova passarela de 150 metros de comprimento.
Guimarães, em Portugal, vai ser uma das duas capitais europeias da Cultura em 2012.
A outra será Maribor, na Eslovênia.
A proposta apresentada por Ja Studio é uma tentativa de revisitar a ideia da ponte como uma superfície multi-funcional urbana resolvendo sua geometria além das questões estruturais e aproveitando as oportunidades funcionais que pudessem vir a surgir a partir dessas necessidades estruturais. Abaixo está a descrição apresentada para a proposta:

"Para o pedestre, cruzar a nova ponte "Quaresma-Tabor Bridge" seria uma oportunidade para executar mais do que uma passagem sobre uma ponte e se tornaria um espaço urbano de multiplas atividades. A proximidade das pontes existentes sobre o Drava ao longo da aterro onde ocorre o Festival da Quaresma oferece uma oportunidade para executar mais do que uma ponte de passagem e tornar-se tanto um marco como uma superfície vibrante urbana que está intensamente envolvida com a água".
A ponte foi projetada como uma superfície de 15m de largura que pode criar uma variedade de condições experimentais entre as pessoas e o Rio Drava. A ondulação da superfície da ponte, por um lado fornece a estabilidade estrutural da ponte e, ao mesmo tempo permite que os usuários possam alcançar a água e se engajar em atividades variadas e espontâneas. Da alegria coletiva de assistir a uma competição de remo durante o festival de Quaresma para um encontro romântico em um caminho estreito para baixo a partir do cume, o potencial de possíveis interações de pessoas e de água se torna infinita. O uso espontâneo do povo desta superfície urbana transformará a ponte em um espetáculo urbano."
"A superfície superior da ponte seria coberta com deck de madeira em níveis nas áreas acessíveis e em uma única superfície inclinada sobre as condições íngremes.Essas superfícies estarão separadas por uma combinação de protetores fabricados com tubos de aço.O cume da superfície é um caminho que liga os dois lados da ponte. "

Drava como o reflexo de Maribor
"Como parte da experiência será visualizar a ponte por baixo, a parte  inferior da ponte é revestida com placas de cobre para proteger tanto a estrutura da ponte e ao mesmo tempo refletir as ondas do Rio Drava e as cores da histórica cidade de Maribor com seus telhados de barro. O Drava é o reflexo de Maribor e da ponte. A escolha de cobre como o material para a parte de baixo da ponte, uma vez refletido no Drava daria mais sentido a esta ideia. A harmonia do cobre com as telhas de barro dos telhados da cidade seria uma forma de relacionar a imagem refletida da Quaresma para a imagem refletida de Tabor e assim ligar perfeitamente as duas margens do rio.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, vamos compartilhar ideias? Deixe seu comentário. Adoro falar com você!