Arq. Frank Gehry


Inaugurei um novo marcador, História da Arquitetura, sobre os museus Guggenheim e claro sobre o Arquiteto Frank Lloyd Wright CLIQUE AQUI para ver.
Hoje, sob o mesmo marcador, apresento um pouco (pouquissimo mesmo), dos projetos do original e inovador Arquiteto Frank Gehry .
Ainda sob o titulo história da arquitetura quero responder a pergunta do Anderson Souza.
PERGUNTA: Olá, Sílvia, queria uma ajuda num determinado ponto da arquitetura, o mercado de trabalho. Queria saber um pouco de como foi pra você se encaixar no mercado de trabalho, se foi dificil. Beijos.
RESPOSTA: Anderson, cada um tem uma maneira de começar a vida profissional, não existe receita pronta, cada profissional vai ao longo do seu caminhar optando por direções que lhe são oferecidas. As vezes a gente acerta, e outras acertam a gente. É extremamente importante ter equipe de trabalho que supra nossas falhas ou necessidades, quando se opta por ser profissional liberal.
Como diz um amigo (ele mora em Londres), nós não somos nossa profissão apenas, dentro da gente existem inúmeras potencialidades e possibilidades.
Para mim Arquitetura é teoricamente maravilhosa mas na prática (conquista de clientes, cobranças contratuais, concorrência desleal, etc), muitas vezes frustante e desgastante. Em outras uma surpresa pessoal inigualável (clientes morando/trabalhando felizes/satisfeitos em prédios ou ambientes que eu criei).
Seja, portanto muito feliz arquitetando ou não. Abraços. Sílvia.
Frank Owen Gehry, (batizado Ephraim Owen Goldberg), nasceu em  28 de fevereiro de 1929 em Toronto no Canadá. De origem Judaica/Polaca mudou-se com a família para Los Angeles em 1947, onde reside, e por isso detém as duas nacionalidades: Americana e Canadense.
Em Los Angeles, trabalhou como motorista de caminhão,  inscreveu-se no Los Angeles City College e graduou-se arquiteto na University of Southern California (USC) em 1954. Após a formatura teve vários empregos, incluindo as Forças Armadas Americanas. Na Harvard Graduate School of Design, durante um ano, fez Urbanismo mas não completou o curso.       

Gehry é geralmente considerado um arquiteto desconstrutivista. O desconstrutivismo (DeCon) é referido frequentemente como post-estruturalista em natureza pela sua capacidade de ir além das modalidades correntes de definição estrutural. Em arquitetura a sua aplicação parte do modernismo no seu criticismo dos objetivos sociais e necessidades funcionais, como heranças culturais. Por estas razões, as estruturas DeCon, não tentam refletir idéias sociais ou universais, e não sentem a necessidade de definir a forma como reflexo da função. Esta é a corrente em que Gehry se enquadra, e a sua própria residencia em Santa Monica (foto abaixo), é frequentemente citada como o exemplo da corrente DeCon na arquitetura, e a sua forma é tão divorciada do seu contexto original e funcional, que chega a subverter os seus conceitos espaciais originais. Gehry é associado a uma hipotética “Los Angeles School,” também chamada ”Santa Monica School” de arquitectura, a que se associam também nomes como Eric Owen Moss, Thom Mayne, bem como escolas reais de arquitetura e design como o Southern California Institute of Architecture (de que Thom Mayne foi co-fundador), UCLA, e a USC.
O estilo de Gehry’s é caracterizado por formas curvas, aparentementemente desadaptadas do contexto e da função, rompendo mesmo com o contexto, muitas vezes parecendo construido por agregação, com a aparencia de inacabado, mas de uma extrema harmonia. Na prática as abordagens são consistentes com o movimento californiano da ‘funk’ art nos anos 1960 e inicios de 1970, que patrocinava o uso de materiais de baixo custo e recuperados (muitas vezes em sucatas) como o ferro, aço, chapa, barro e madeiras usadas. Gehry usa frequentemente metais, revestimentos de chapa e materiais metálicos ou com aparência metálica (em Bilbao todo o revestimento é efetuado em titânio), mas revela-se também em pontos fundamentais um conhecedor de materiais mais nobres, bem como de técnicas construtivas mais elaboradas, conjungando tudo em obras ao mesmo tempo desconcertantes e surpreendentes, mas de extremo requinte de formas, concepção e realização. " Texto:Joao Ledo Fonseca
Embora a casa transmita uma sensação de minimalismo, predomina na sua construção, sensibilidade e pensamento intuitivo,  novas formas,  explorandas através de novos materiais e cores  revelando o  espírito  desconstrutivista, materiais e tecnologia  de baixo custo.

 Nos anos 1970, Gehry projetou diversas residências, incluindo sua própria casa,como já vimos na foto acima.
Desenvolveu também projetos deconstrutivistas para edifícios públicos, que rompem com a tradição e resgatam o emocional.
Vários de seus projetos tornaram-se marcos da arquitetura contemporânea, como o Museu Aeroespacial da Califórnia, o Walt Disney Concert Hall, em Los Angeles, o Fishdance Restaurant, no Japão, e o Vitra Design Museum, na Alemanha.

Vitra Design Museum  representa seu primeiro projeto na Europa, inaugurado em 1989. O prédio de curvas sinuosas e uma justaposição de volumes, tornou-se um dos mais importantes museus de sua categoria no mundo.CLIQUE AQUI -visite o site do museu
Casa Dançante -(em checo,  Tančící dům), é um prédio de escritórios no centro  de Praga, na República Checa. Ele foi projetado pelo arquiteto Vlado Milunić, em parceria com o arquiteto canadense Frank Gehry, em uma área ribeirinha vazia na qual havia um prédio que foi destruído durante o Bombardeio de Praga, em 1945. A construção iniciou em 1994 e terminou em 1996.
O estilo não tradicional era muito controverso na época. O presidente checo Václav Havel, que viveu próximo por décadas, apoiou o projeto, esperando que o prédio se tornasse um centro de atividades culturais.
Originalmente chamada Fred e Ginger (Fred Astaire e Ginger Rogers - a casa lembra vagamente um par de dançarinos), a casa se situa entre  prédios neobarrocos, neogóticos e art nouveaus pelos quais Praga é famosa.
Na cobertura existe um restaurante francês com vistas magníficas da cidade. Os planos de se tornar um centro cultural não foi realizado. Hoje é um prédio comercial com firmas multinacionais. Como é situado em uma rua bastante movimentada, o prédio depende de circulação forçada de ar, fazendo com que o interior fique menos agradável aos seus ocupantes. Origem: Wikipédia.

"Centro Stata, do MIT, inaugurado em 16 de março de 2004. O Centro Ray e Maria Stata é um complexo acadêmico de 40.000 m² desenhado por Frank Gehry, arquiteto vencedor do Prêmio Pritzker, para o Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT). Fica no local do antigo Prédio 20 do MIT, o qual hospedou o histórico Laboratório de Radiação, em Cambridge, Massachusetts, nos Estados Unidos da América.
O financiamento principal para este projeto foi fornecido por Ray Stata (MIT, turma de 1957) e Maria Stata.Os outros principais  grandes financiadores são  Bill Gates e Alexander Dreyfoos (MIT, turma de 1954). Acima do quarto andar, o edifício divide-se em duas estruturas distintas: a torre Gates e a torre Dreyfoos. Contidos no interior do edifício, estão o Laboratório de Ciência da Computação do MIT e o Laboratório de Inteligência Artificial, o Laboratório de Sistemas de Informação e Decisão, bem como o Departamento de Linguística e Filosofia. Celebridades acadêmicas como Noam Chomsky, Rodney Brooks e Ron Rivest têm escritórios lá. O fundador do W3C, Tim Berners-Lee e o fundador do Movimento do Software Livre, Richard Stallman, também têm escritórios no Centro.
Várias matérias do MIT, como a 6.001 - o curso introdutório de ciências da computação - são ministradas no interior do Centro. O Café da Família Forbes também está localizado nele, servindo café da manhã e almoço para o público.
À maneira típica do MIT, embora os nomes dos financiadores sejam gravados no edifício e em alguns mapas, o complexo também é conhecido pelo seu número, "Edifício 32", e os nomes das torres já foram reduzidos para as suas letras iniciais: Torre "G" e Torre "D". fonte: Wikipédia.
Interior da torre Gates.

 Weisman Art Museum - Localizado na Universidade de Minnesota Twin Cities campus em Minneapolis. Projetado pelo arquiteto Frank Gehry, foi concluído em 1993. fonte: Wikipédia

"Frank Gehry recebe o Leão de Ouro em Veneza.
A comissão julgadora da Bienal de Veneza, uma das mostras de arte de maior prestígio do planeta, concedeu para o arquiteto americano Frank O. Gehry o Leão de Ouro de Arquitetura de 2008. Segundo a comissão, Gehry é ‘o arquiteto vivo que demonstrou mais claramente quão maravilhosa e produtiva pode ser a experimentação’.
Frank Gehry é talvez o arquiteto mais famoso do mundo atualmente. Desde a inauguração do aclamado Museu Guggenheim de Bilbao, na Espanha, suas formas dinâmicas e serpenteadas, cobertas por escamas metálicas, se espalharam por diversos países, com os mais diferentes usos".

É o caso "A Walt Disney Concert Hall em 111 South Grand Avenue em Los Angeles, Califórnia é o quarto salão de Los Angeles Music Center. Delimitada pela Hope Street, Grand Avenue, 1 e 2 Streets, acomoda 2.265 pessoas e serve (entre outras coisas), como a casa da Orquestra Filarmônica de Los Angeles e de Los Angeles Master Chorale.

Museu Guggenheim Bilbao
Foi inaugurado no ano de  1997 e faz parte do projeto de revitalização da cidade de Bilbao na Espanha. Converteu-se num centro de atenções para toda a Europa,  e um centro de vida para toda a cidade, sendo que o número de visitantes rápidamente ultrapassou os 5 digitos.
Como projeto marcante e centro de arte o prédio acolhe numerosas exposições permanentes, temporárias e temáticas, permitindo uma visão global da arte do século XX e XXI e da história da arte em geral.
Externamente, o museu é coberto por superfícies de titânio mostrando a influência das formas orgânicas presentes em muitos trabalhos de Gehry. Do átrio central, que tem 50 metros de altura, partem passarelas para os três níveis de galerias. Visto do rio, o edifício parece ter a forma de um barco, homenageando a cidade portuária de Bilbao.
A obra de Frank é muito criticada por seu elevado custo e pelo caráter quase experimental de muitas das inovações usadas em sua construção, em contrapartida o edifício é uma atração mundial com elevado numero de visitantes.
Abaixo outras imagens de projetos de Frank Ghery.

Fontes para esta pesquisa: publicações, internet, dreamfeel, Wikipédia, site dos museus Guggenheim.

Olá,Deise e Sergio.
Que bom receber comentários de vocês.
Inaugurei esse marcador "História da Arquitetura", e confesso que estou adorando a reação das pessoas pois estão se posicionando e isso ao meu ver é muito bom para a Arquitetura.
Pretendo mostrar outros arquitetos e suas produções.
Minha intenção é mostrar as várias faces da Arquitetura ao longo da nossa história.
Continuem participando porque a opinião de vocês (que vivem arquitetura), é muito importante para mim e contribui intelectualmente para quem é leigo no assunto.
Beijos. Sílvia.

4 comentários:

  1. Oie!!! qt tempo ne...mas voltei! Otimo post sobre arquitetos! adorei! Frank Gehry realmente é um dos arquitetos q vc reconhece logo de cara qd ve sua obra!Confesso que não faz parte do meu hall de preferidos, justamente pelas curvas e deconstrutivismo do meu ponto de vista exagerado! queria ver um projeto desse por dentro...rsrsr!!mas temos q reconhecer seu talendo para o q propoe!
    bjus e otima semana!!!

    ResponderExcluir
  2. Olha, eu não gosto mto do Gehry não.

    Não acho suas formas geniais, não acho admiravél sua forma de criação. Acho ele prepotente.

    É claro que o respeito, mas não sou nem um pouco fã não.

    Bjocas Silviaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir
  3. Olá,Deise e Sergio.
    Que bom receber comentários de vocês.
    Inaugurei esse marcador "História da Arquitetura", e confesso que estou adorando a reação das pessoas pois estão se posicionando e isso ao meu ver é muito bom para a Arquitetura.
    Pretendo mostrar outros arquitetos,
    e suas produções.Minha intenção é mostrar as várias faces da Arquitetura.
    Continuem participando porque a opinião de vocês( que vivem arquitetura), é muito importante para mim e contribui intelectualmente para quem é leigo.
    Beijos. Sílvia.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Silvia!

    Tem NOVA PROMÔ lá no Blog'Arte! Passa lá pra participar!

    Beijins!

    ResponderExcluir

Olá, vamos compartilhar ideias? Deixe seu comentário. Adoro falar com você!